A Última Canção

Série “A Cruz”

Marcos 14:26

“Estando eles comendo, tomou Jesus o pão, e, tendo dado graças, partiu-o, e deu-lhes, dizendo: Tomai; este é o meu corpo. Tomando o cálice, rendeu graças e deu-lho; e todos beberam dele. Disse-lhes: Este é o meu sangue, o sangue da aliança, que é derramado por muitos. Em verdade vos digo que nunca mais beberei do fruto da videira, até aquele dia em que o hei de beber, novo, no reino de Deus. Tendo cantado um hino, saíram para o monte das Oliveiras.”

 

Introdução

         A Mensagem da Cruz é a mensagem que deveria ser pregada a cada dia. Nunca deveríamos tirar nossos olhos da Cruz.

         Do que se trata o Evangelho? O Evangelho é sobre Deus se apaixonando pela sua criação a ponto de ir até as últimas consequências por ela. Deus encarnando e sendo levantado da terra em uma Cruz de horror, isso não faz muito sentido, Ele não precisava passar por isso, mas escolheu por amor a nós.

         Lendo o texto de Marcos 14 fiquei impactado com um detalhe, que nunca tinha me saltado aos olhos. Após cear com seus discípulos, depois de lavar-lhes os pés como João nos relata em seu Evangelho, e antes de ir para o Jardim do Getsêmani, onde começaria a sua aflição, Marcos nos conta que Jesus cantou um hino com seus discípulos.

         O que me aqueceu o coração foi ficar imaginando como seria essa canção, que Jesus escolheu para cantar imediatamente antes de se entregar para morrer? Que mensagem poderia ter essa Última Canção senão uma mensagem de entrega. E é baseado em tudo que Jesus fez e falou que posso imaginar essa Canção.

 

O Corpo Partido, O Sangue Derramado

         Jesus estando pela última vez reunido com seus discípulos antes da sua crucificação, voltou a um assunto, que quase tinha arruinado seu ministério público.

         Em João 6, Jesus confronta aqueles que andavam com Ele, e lhes diz que se quisessem ter parte com Ele, deveriam comer da sua Carne e beber do seu Sangue. Agora nesse momento, Jesus toma um pão, dá graças a Deus, parte aquele pão, distribui entre seus discípulos e lhes diz: este é o meu corpo partido por vós, tomai comei, fazei isso em memória de mim.

         Logo em seguida, tomou o cálice e lhes disse: esse é o novo pacto no meu Sangue, tomai, bebei, fazei isso em memória de mim.

         Antes Jesus havia dito, que quem não comesse da sua carne, e bebesse do seu Sangue não teria parte com Ele, mas agora Ele não pergunta mais aos seus 12, se gostariam de ter esse compromisso com Ele, naquela altura, isso já era algo definido, Ele simplesmente parte o pão e lhes manda comer do seu Corpo, lhes dá o cálice e lhes diz que bebam seu Sangue.

         Assim começa a Obra da Cruz, com um Pacto entre amigos, era como se Jesus dissesse, que naquele dia que todos o abandonaram, eles haviam permanecido, então por esse motivo, comeriam da sua Carne e beberiam do seu Sangue.

         A Obra da Cruz é atemporal, e por isso o nosso Jesus continua aqui hoje, desejando que sejamos um com Ele, esse é o significado de comer da sua Carne e beber do seu Sangue, sermos UM com Ele. Você está disposto a se entregar, morrer com Ele para que com Ele possamos ressuscitar para uma vida completamente nova?

 

A Grande Promessa

         O nosso Jesus, mesmo quando estava no momento mais difícil de sua vida, ainda se preocupava em deixar esperança para os seus servos.

         Ele lhes diz, que nunca mais cearia com eles novamente, até o dia em que ceariam juntos no Reino de Deus. Então, apesar de lhes dizer que aquela seria a última oportunidade, Ele também lhes deu esperança dizendo que um dia, o Reino de Deus chegaria em plenitude e então eles reeditariam aquela cena, teriam um “flashback”, e essa promessa aqueceu os corações dos discípulos apesar do momento de dor e tristeza.

         Se nós olhamos para a Cruz, olhamos também para o Reino, se vemos o Cristo sofredor, temos que ver também o Cristo triunfante, pois Ele se entregou para sofrer e morrer por nós , mas também ressuscitou dos mortos e nos deu a promessa de que voltaria, estabeleceria seu Reino e partiria o pão novamente, como só Ele sabe fazer, e nos daria do cálice uma vez mais, relembrando o Novo Pacto que fizemos com Ele.

         Essa promessa aquece o teu coração? Você olha para o pão e para o cálice e se quebranta por saber que um dia você receberá esses elementos das mãos do nosso amado?

         Ele nos deixou uma Grande Promessa, e esta precisa nos trazer uma Grande Esperança.

 

A Última Canção

         O que Jesus cantou naquele dia? Quando li esse versículo de Marcos 14:26, que diz, que após a ceia, Jesus puxou uma canção com eles, eu como adorador fiquei com uma curiosidade imensa, e ao mesmo tempo fiquei meditando sobre o conteúdo dessa canção.

         Não poderia ser nenhum outro conteúdo, se não uma canção de entrega total, entrega completa, pois assim que a cantaram, foram ao Getsêmani, onde Jesus suaria Sangue ao escolher se entregar completamente para a morte, e morte de Cruz.

         Quando morremos para o mundo, precisamos cantar também a nossa Última Canção, que deixará claro a nossa entrega completa a Cristo.

         Você deseja se unir a Cristo hoje e cantar com Ele uma canção semelhante à que Ele cantou?

         Esse é o desejo mais profundo do meu coração, se é isso que você quer também, una-se a mim e cantemos nossa Última Canção que marcará o nosso novo começo, e assim cantaremos muitas outras canções como aqueles que já fizeram uma entrega completa.

Pr. Jasinho

 

<< Mensagens Anteriores