Mais Que a Vida 

Apocalipse 12:11

“Eles, portanto, o venceram por causa do sangue do Cordeiro e por intermédio da palavra do testemunho que anunciaram; posto que, face a face com a morte, não amaram mais a própria vida!”

Salmo 63:3-4

“Porque a tua graça é melhor do que a vida; os meus lábios te louvam. Assim, cumpre-me bendizer-te enquanto eu viver; em teu nome, levanto as mãos.”

 

Introdução

Dizer que amamos a Jesus não quer dizer muita coisa, até que o nosso coração seja provado, e sejamos confrontados com a decisão entre fazer a Vontade de Deus, ou a nossa. A hora da escolha, o vale da decisão sempre revelará o nosso verdadeiro amor.

Nosso coração nunca será provado no dia bom, mas nossas verdadeiras motivações ficarão evidentes nos dias de dificuldades.

Hoje o Senhor nos chama a olhar para o fim desde o começo, e assim vermos que vale a pena nos apaixonar por Ele, amá-lo Mais Que a Vida, pois assim esse amor nos levará por meio das tribulações ao Amado, e veremos que essa vida, não pode ser comparada a Ele.

 

Face a Face Com a Morte

O versículo de Apocalipse 12:11 que lemos agora, fala a respeito do período da Grande Tribulação, quando o anticristo irá perseguir aqueles que que escolherem servir a Deus.

Essas pessoas se encontrarão frente à escolha entre preservar suas vidas, ou amar a Cristo e por isso serem perseguidas e até mortas por causa do seu nome. Mas esses que viverão os terríveis dias da Grande Tribulação, passarão por isso porque não decidiram amar a Cristo antes que Ele viesse buscar a sua Igreja.

Hoje é o nosso dia de escolher, mas mesmo hoje em dia nos encontraremos face a face com a morte em várias áreas das nossas vidas, quando tivermos de tomar decisões difíceis, e quando precisarmos renunciar coisas que amamos.

São nesses momentos que iremos descobrir se amamos a Cristo Mais Que a Vida, e se o desejamos mais que tudo, veremos se Ele é realmente a Pérola de grande valor, pela qual estamos dispostos a vender tudo para adquirir seu Amor e o seu Reino.

 

Tua Graça é Melhor

Sempre que alguém decide abrir mão de algo que lhe é precioso, ou de que gosta muito, deseja pelo menos tentar adquirir algo melhor ainda. Ninguém gosta de fazer um mal negócio.

É por isso que vemos o salmista Davi expressando no Salmo 63, que a Graça, o Amor leal de Deus é melhor que a vida. É como se ele estivesse colocando os dois lado a lado para comparar, sua vida, seus melhores sonhos, seus desejos mais profundos, e ao lado de tudo isso a Poderosa e impressionante Graça de Deus. É então que ele percebe, que a Graça é melhor, e que perto dela tudo perde o sentido, o brilho e o valor.

Infelizmente satanás tem conseguido cegar a muitos para que não vejam o valor incomparável da Graça de Deus. O inimigo os engana com prazeres e coisas dessa vida, legítimas ou ilegítimas, mas que rapidamente se vão e que não têm qualquer projeção para a eternidade.

Todos os grandes servos de Deus que foram alcançados por essa Graça, levaram até às últimas consequências essa declaração de que a Graça é melhor do que a vida. Uns morreram por esse Amor, outros sofreram e se gastaram de maneira intensa por amor a Cristo, mas o fato é que, quando alguém realmente entende minimamente o que é esse imensurável Amor, é levado ao constrangimento pela desproporção dele e se sentirá sempre em dívida para com Ele.

Pense em tudo que considera bom, agradável, gostoso e etc, agora olhe de novo com os olhos do Espírito, e veja que a Graça é melhor!!!

 

O Que Vem Depois

Se lermos atentamente o Salmo 63, veremos ali que o salmista vivia uma linda história de amor com o Senhor. Vemos ele declarando que enquanto vivesse louvaria e exaltaria ao Senhor, que ia para a cama todas as noites desfalecendo e suspirando pelo seu Amado, porque entendeu que esse Amor é melhor que a vida.

Todos aqueles a quem o Senhor usou para marcar suas gerações, não valorizavam muito aquilo que vemos e tocamos no plano físico, mas viviam pelo que vem depois.

Paulo, quando estava prestes a ser morto, disse a Timóteo, que seu sangue seria derramado, mas que não se importava porque havia uma coroa de justiça lhe esperando, ou seja, estava de olho no tesouro eterno, não no que pudesse obter aqui. Quanto a essa vida, tudo o que importava era combater o bom combate, completar a carreira e guardar a Fé.

Estevão, quando estava sendo apedrejado, fixou seus olhos nos Céus, que se abriram para ele e então pôde perceber o amor que vale Mais Que a Vida.

E nós? Será que temos fixado nossos olhos nas coisas dessa vida, ou escolhemos olhar para o que é eterno, para o que vem depois disso tudo aqui?

Quando aprendemos a amar a Cristo Mais Que a Vida, então todos os problemas ficam menores, o dano próprio não é tão penoso, por ser passageiro, e vivemos pelo dia em que o encontraremos.

Se você deseja amá-lo assim, entregue tudo, não retenha nada da sua vida. Sim, Ele te dará boas coisas também nessa vida porque é um bom Pai, mas se jogue para fazer a Vontade dEle assim como a rainha Ester, que amando o propósito de Deus acima de tudo disse: “Se perecer, pereci…”

Pr. Jasinho

 

<< Mensagens Anteriores