Vocês São Fortes

I João 2:12-14

“12 Filhinhos, eu vos escrevo porque os vossos pecados foram todos perdoados, graças ao nome de Jesus. 13 Pais, eu vos escrevo porquanto conheceis Aquele que é desde o princípio. Jovens, eu vos escrevo pois vencestes o Maligno. 14 Crianças, eu vos escrevi porque conheceis o vosso Pai. E vós, pais, eu vos escrevi porque conheceis Aquele que é desde o princípio. Jovens, eu vos escrevi porquanto sois fortes, e a Palavra de Deus permanece em vós, e já vencestes o Maligno.”

 

Introdução

Hoje vivemos em meio a uma geração que não aguenta nada. Percebo que a postura dos jovens de hoje é bem diferente de quando eu era adolescente. Vivíamos em uma era com menos tecnologia e mais contato pessoal, e isso se refletia na maneira como nos relacionávamos com Deus também.

Não vim aqui hoje pregar um saudosismo de uma época que nunca mais vai voltar, mas desejo que possamos voltar às origens do Evangelho, a ter profundidade espiritual.

O jovem precisa se definir espiritualmente o mais rápido possível, para que não perca o tempo da sua visitação. Se não nos definimos logo, o Senhor precisa levantar outra pessoa para fazer o que gostaria que nós fizéssemos, e é aí que algumas pessoas deixam passar o seu tempo de marcar sua geração. Que este não seja você!!!

 

Como Era Antigamente?

A minha adolescência foi em uma época em que não existiam redes sociais, e que celulares só faziam ligações, quando muito mandavam SMS. Era um tempo onde se tinha mais profundidade nos relacionamentos. Quando a gente realmente gostava de alguém, pegava o telefone fixo e ficávamos às vezes por horas naquela ligação, com uma única pessoa, até nossos pais mandarem a gente desocupar a linha, pois era o único meio de comunicação de toda a família, e por isso não poderia ficar tanto tempo ocupado.

Hoje em dia as pessoas conhecem o mundo inteiro, mas na realidade não conhecem ninguém. Todos os relacionamentos são superficiais todos se contentam com isso. Se algum meio de comunicação demora alguns instantes para mandar a nossa mensagem, já nos dá desespero, tudo tem que ser imediato e de “fácil digestão”.

Mas onde eu quero chegar com tudo isso? Muito simples, tudo isso que falei até agora, se reflete diretamente no nosso relacionamento com Deus. Estamos diante de uma geração tão imediatista, que tem dificuldade de se desligar do mundo por uma hora para estar na Presença de Deus, que não sabe esperar os tempos dos processos de Deus, que estão acostumados a um “evangelho industrializado”, “de produção em massa”, mas precisam aprender, que o verdadeiro Evangelho é artesanal, cada cristão é moldado individualmente pelo oleiro, num processo que por vezes leva anos para ser concluído, e por causa dessa cultura imediatista em que estamos inseridos, muitos acabam desistindo no meio dos processos.

A unção de Davi esteve separada do trono por 13 anos de perseguição, o sonho de José esteve separado da sua realização por cerca de 15 anos de vergonha e a promessa de Abraão esteve separada do seu cumprimento por 25 anos de esterilidade. Todos eles foram honrados depois porque se deixaram moldar em seus processos, nós também podemos viver esses processos de Deus e experimentar toda a sua Glória em nossas vidas.

 

Viver e Morrer Por Cristo

Quando deixamos Deus agir em nossas vidas e nos moldar segundo a sua Glória, é então que nos definimos em Cristo, que tomamos uma decisão para toda a vida.

Nossa geração precisa desesperadamente de jovens que amem a Cristo de maneira radical, que o honrem com suas vidas, que estejam dispostos a viver e morrer por Ele.

O Senhor está trazendo essa menagem aos nossos corações hoje para nos preparar para os tempos que virão, tempos em que aqueles que não estiverem dispostos a ser radicais por Cristo acabarão por abandoná-lo, e aqueles que desejarem servi-lo precisarão ir até às últimas consequências por Ele.

Qualquer pessoa que se chame pelo nome de Cristo deveria estar disposta a viver e morrer por Ele, assim como o Apóstolo Paulo disse aos Filipenses, que para ele o viver era Cristo e morrer seria lucro.

A profundidade do nosso relacionamento com Cristo é que define a totalidade da nossa entrega por Ele. Se formos perdidamente apaixonados por Ele, nada será difícil para nós, nenhuma renúncia, nenhuma entrega e nenhum sacrifício.

 

Fomos Perdoados

Voltando ao nosso texto inicial, vemos o Apóstolo João falando aos jovens a razão pela qual deveriam amar e honrar a Cristo, e a razão é que Ele nos perdoou de quem nós éramos, e nos transformou para sermos conforme a sua Vontade.

Onde estão aqueles que se constrangem diante do Poderoso Amor de Deus e que desejam a sua Presença mais que a vida? Por que o sermos perdoados deixou de ser razão suficiente para que o amemos com todas as nossas forças?

A sua Graça nos alcançou e agora somos livres para amá-lo e prepararmos a nossa eternidade com Ele. Sem o seu perdão estaríamos perdidos eternamente, você pode imaginar a extensão e a profundidade do que Ele fez por nós? Isso te leva a amá-lo de uma maneira incontrolável?

 

Vocês São Fortes e Já Venceram o Maligno

Por fim João descreve a maneira como ele vê os jovens, bem diferente da forma como satanás deseja que os jovens sejam vistos.

Quando João diz: Jovens eu vos escrevi porque sois fortes, ele está declarando um motivo pelo qual os procurava. Era como se ele dissesse: jovens eu estou escrevendo porque sei que posso contar com vocês para espalhar essa mensagem, eu sei que vocês têm a força e o vigor necessários para isso. Sei que vocês dão conta. Ele continuava dizendo, não se preocupem com o diabo, vocês já o venceram em Cristo, na Cruz ele já foi derrotado e por isso tudo que vocês precisam fazer é vigiar e prosseguir.

Por que a nossa geração se deixa enfraquecer tanto e não crê no que João disse? Nós somos fortes sim, tão fortes quanto os moravianos que aos 19 ou 20 anos deixavam tudo para serem escravos para pregar aos escravos, tão forte quanto Policarpo, que aos 20 anos foi o último discípulo do Apóstolo João e pôde ser a ponte da igreja do primeiro para o segundo século e impactar toda uma geração na cidade e Esmirna. Somos tão fortes quanto David Brainerd que aos 25 anos abandonou toda sua vida para viver e se dedicar aos índios americanos e à salvação deles. Somos tão fortes quanto o filho de um pastor amigo nosso que nas próximas semanas está partindo para um dos lugares mais perseguidos do mundo para pregar o Evangelho, deixando sua noiva esperando por ele, se o Senhor permitir que ele venha buscá-la para se casarem e juntos voltarem para o campo missionário.

O maligno já foi vencido. Ele tenta enganar os jovens dizendo que não podem fazer grandes coisas, mas a Palavra diz que podemos, e a pergunta é em quem vamos acreditar? Creia meu Amado, você é forte em Cristo, você pode mudar o mundo, você pode fazer grandes coisas por Ele. Entregue sua vida para esse propósito!!!

Pr. Jasinho

 

<< Mensagens Anteriores